19.8 C
Brasil
terça-feira, maio 18, 2021

Tiago Leifert comenta vitória de Juliette no ‘BBB 21’: ‘Apanhou muito na casa’

O apresentador Tiago Leifert surpreendeu o público ao mudar sua estratégia na final do “BBB 21” sendo que, ao invés de anunciar quem ficou...

WhatsApp detecta vulnerabilidade a hackers e pede que usuários atualizem aplicativo

O aplicativo WhatsApp, que pertence ao Facebook, informou, na segunda-feira (13), que detectou uma vulnerabilidade em seu sistema que permitia que hackers instalassem spyware em alguns telefones e acessassem os dados contidos nos aparelhos.

A empresa confirmou em comunicado à imprensa a informação publicada horas antes pelo Financial Times e pediu aos 1,5 bilhão de usuários em todo o mundo que “atualizem o aplicativo para sua versão mais recente” como medida de “proteção”.

O WhatsApp, que foi adquirido pelo Facebook em 2014, indicou que, neste momento, ainda não é possível dizer quantas pessoas foram afetadas, mas assegurou que as vítimas foram escolhidas “especificamente”, de maneira que em princípio não se trataria de um ataque em grande escala.

O software espião que foi instalado nos telefones “se assemelha” à tecnologia desenvolvida pela empresa de cibersegurança israelense NSO Group, que levou o WhatsApp a colocá-lo como o principal suspeito por trás do programa de espionagem.

A vulnerabilidade no sistema foi detectada há apenas alguns dias e, por enquanto, não se sabe quanto tempo duram as atividades de espionagem.

Os hackers faziam uma ligação por meio do WhatsApp para o telefone cujos dados queriam acessar e, mesmo que o destinatário não respondesse à chamada, um programa de spyware era instalado nos dispositivos.

Em muitos casos, a chamada desaparecia mais tarde do histórico do aparelho, de modo que, se ele não tivesse visto a chamada entrar naquele momento, o usuário afetado não suspeitaria de nada.

O WhatsApp assegurou que logo após tomar conhecimento dos ataques, alertou a organizações de direitos humanos (que estavam entre as vítimas da espionagem), empresas de segurança cibernética e o Departamento de Justiça dos EUA.

O fato de algumas das organizações afetadas serem plataformas de defesa dos direitos humanos reforça a hipótese de envolvimento do Grupo NSO, uma vez que seu software já foi utilizado no passado para realizar ataques contra esse tipo de entidades.

NSO Group, que opera de forma obscura e durante muitos anos desenvolveu secretamente spywares para seus clientes, entre os quais governos de todo o mundo, que os utilizam para acessar dispositivos móveis e obter informações.

O “spyware” teve capacidade para infectar telefones com sistema operacional da Apple (iOS) e do Google (Android).

*Com Agência EFE

Latest Posts

Plasfer: Sustentabilidade a partir da reciclagem

A Plasfer Healthcare Products & Solutions, uma empresa que ajuda diversos setores na reciclagem de seus produtos, diz que é por meio...

‘Levei socos no rosto, no estômago e no peito’, diz repórter da Record TV agredido em reportagem

O repórter Ronaldo Daros, da NDTV, emissora afiliada Record TV em Santa Catarina, viveu um “filme de terror” durante a gravação de uma reportagem...

OCDE: 67% dos estudantes brasileiros de 15 anos confundem fato e opinião

Um relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado no começo do mês revelou que 67% dos estudantes de 15 anos do...

Conteúdo esportivo ao vivo e animações consagradas: O que terá na plataforma de streaming Star+

Os serviços de streaming estão dominando cada vez mais o cenário nacional e, neste ano, além da chegada da HBO Max, outro serviço que...

Ultimas Notícias

Salão do Automóvel: a importância da tradição e suas sedes

Fernando Siqueira Carvalho, grande entusiasta do setor automobilístico, diz que todos os anos, em várias cidades do mundo, acontecem os salões de...

‘B.O. favorito’, melhor casal e melhor feat: Veja as categorias do prêmio ‘BBB 21’

O Big Brother Brasil 2021 acabou nesta terça-feira, 4, com Juliette campeã com 90,15% dos votos. Mas ainda tem algumas emoções para os fãs....

‘BBB 21’: Fiuk recebe 4,62% dos votos e fica em 3º lugar

O cantor Fiuk recebeu 4,62% dos votos e ficou em 3º lugar na final do ‘Big Brother Brasil 21’. Além da posição no pódio,...

Camilla de Lucas é a segunda colocada do ‘BBB 21’ com 5,23% dos votos

A influenciadora Camilla de Lucas recebeu 5,23% dos votos e conquistou o 2º lugar do “Big Brother Brasil 21“. A carioca foi para a...

‘BBB 21’ é dela: Juliette vence o reality e fatura o prêmio de R$ 1,5 milhão

Juliette resistiu aos 100 dias de confinamento e é a grande campeã do “BBB 21” com 90,15% dos votos. O segundo lugar ficou com...