21.9 C
Brasil
quarta-feira, maio 19, 2021

“Agora a marca falará com as mães”, diz criador da Galinha Pintadinha

Ao lado do sócio Juliano Prado, o publicitário Marcos Luporini criou a bem-sucedida personagem infantil Galinha Pintadinha. A avezinha azul está próxima de bater...

Céu azul, mas nem tanto

Admirador confesso de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração, a ponto de dar uma festa em casa para assistir ao episódio final da série poucas semanas antes de fundar, em 1994, sua amada Amazon, Jeff Bezos é o gênio nerd mais determinado do mundo. Dono de uma gargalhada estridente e irascível com os funcionários – em certo momento foi aconselhado a buscar ajuda profissional para lidar com eles –, Bezos decidiu parar de olhar o dia a dia de sua criança para pensar mais no futuro dela. Em mensagem aos colaboradores, comunicou que passará o comando a Andy Jassy, um experiente profissional que está com ele há 24 anos. Assumindo exclusivamente o cargo de presidente do conselho de administração (que, na prática, aprova as decisões estratégicas), Bezos, de 57 anos, terá o desafio de expandir os negócios ao infinito e além, incluindo aí o espaço sideral, enquanto joga aos leões do senado americano seu executivo-chefe.

Para entender o processo de sucessão, é preciso olhar, simultaneamente, o passado, o presente e o futuro da empresa, como se este último já estivesse escrito. A Amazon − cujo nome, inspirado no poderoso rio Amazonas, foi escolhido pelo próprio Bezos – nasceu como uma start-up de venda de livros pela internet, um segmento de mercado inexistente à época. Quase vinte e sete anos depois, a gigante do e-commerce faz cumprir os desígnios de seu fundador, que é o de ser a “loja de tudo”. Ou seja, se pode ser vendido, a Amazon o fará. Nessa visão de vender e entregar rápido pelo menor preço, que algoritmos rondando a internet sempre sabem qual é, ela varreu o mercado como um tsunami, levando à falência cadeias inteiras de comerciantes bem-estabelecidos.

A loja virtual, no entanto, é apenas um dos muitos negócios da corporação e nem é o mais importante. A divisão de computação em nuvem AWS − Amazon Web Services (rede de servidores que atende universidades, governos e empresas, incluindo a concorrente Netflix) teve, no último ano, um lucro líquido 13,5 bilhões de dólares maior que o da varejista on-line. Por sinal, o novo executivo-chefe é egresso da AWS e foi fundamental para que ela se tornasse líder em seu segmento – e justamente por isso o mercado recebeu com naturalidade o anúncio da sucessão.

Agora, o braço direito de Bezos cuidará do cotidiano do e-commerce, do streaming de filmes e séries, do desenvolvimento de produtos, além, claro, da bilionária AWS. Enquanto isso, Bezos, dono de uma fortuna de quase 200 bilhões de dólares, poderá dar atenção a outros empreendimentos que irão moldar o futuro. Sabe-se que ele é fascinado por Hollywood e pela mídia (em 2013, em um movimento inusitado, comprou o jornal The Washington Post, famoso por ter precipitado a renúncia do presidente Nixon em 1974). Porém, ao que tudo indica, a menina dos olhos não é o cinema nem o periódico, mas a Blue Origin, companhia aeroespacial que concorre com a SpaceX, de Elon Musk, na produção de satélites, cápsulas e transporte de carga. O fundador disse abertamente que, se necessário, venderá todo ano 1 bilhão de dólares de suas ações da Amazon para financiar a empresa de foguetes.

Enquanto isso, Jassy, além de cuidar da operação, enfrentará demandas de funcionários, que parecem dispostos a se sindicalizar, além da pressão de ONGs para não mais fornecer serviços de web a empresas de combustíveis fósseis. A maior dor de cabeça, entretanto, é a comissão antitruste do senado americano, que promete não dar descanso à Amazon nos próximos anos. Alguns senadores ventilam que Jassy será chamado para audiências em Washington antes que tenha tempo de esquentar a cadeira. Em decorrência disso, se a big tech for obrigada a vender parte de suas operações ou tiver seus planos de expansão cerceados, será um revés para a corporação e seus acionistas.

Desde 1994, Bezos é guiado pela premissa de vender melhor e mais barato. Ele acredita que os fabricantes, antes da Amazon, ficavam com margens de lucro exageradas, quase nunca repassadas ao consumidor pelos varejistas. Em suas próprias palavras, a Amazon seria uma empresa missionária, não mercenária, que surgiu para equalizar a situação. Sob sua gestão, as ações valorizaram impressionantes 225 000% desde que o capital foi aberto em 1997, chegando a 1,7 trilhão de dólares em valor de mercado, sem sinais de que irá parar de crescer. Talvez justamente por isso a comissão antitruste esteja desconfiada: os missionários estariam ficando com uma parte do bolo grande demais.

Continua após a publicidade

Latest Posts

‘No Limite’: Angélica é a segunda eliminada do programa

O segundo programa de ‘No Limite’ manteve o ritmo alto de competição e esforço. As equipes Carcará e Calango disputaram três provas para se...

Fintech que opera no Brasil desde outubro ganha aporte de R$ 210 milhões

A fintech australiana Stake acaba de receber um aporte de 210 milhões de reais para financiar seu processo de expansão global. A empresa, que desembarcou...

Diretor do ‘Power Couple’ revela qual casal protagonizou o ‘gemidão’ no reality; veja

Rodrigo Carelli, diretor do “Power Couple Brasil”, acabou com o mistério e revelou qual foi o casal que protagonizou momentos quentes dentro reality. A...

Facebook lança campanha contra exploração infantojuvenil

Em alinhamento com o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, neste 18 de maio, o Facebook e...

Ultimas Notícias

Participantes do ‘BBB 21’ retornam à casa e Tiago Leifert dá spoiler; confira

A grande final do “BBB 21” aconteceu na última terça-feira, 4, mas o big dos bigs ainda não terminou de fato. Os participantes dessa...

Caio se incomoda com vídeo exibido na final do ‘BBB 21’: ‘Estou muito chateado’

Quando Caio entrou no “BBB 21” e viu que Rodolffo era um dos participantes do grupo camarote, ele não escondeu que é um grande...

Fátima Bernardes chora ao falar de pandemia e Paulo Gustavo: ‘Mortes poderiam ser evitadas’

Fátima Bernardes começou o “Encontro” desta quarta-feira, 5, dizendo que era para ser um dia de festa, pois falaria da repercussão da final do...

Campeã do ‘BBB 21’, Juliette conta se já respondeu mensagem de Luan Santana

Assim como disse Tiago Leifert no seu discurso na grande final do “BBB 21”, Juliette pode ter sido perseguida e excluída na casa mais...

Salão do Automóvel: a importância da tradição e suas sedes

Fernando Siqueira Carvalho, grande entusiasta do setor automobilístico, diz que todos os anos, em várias cidades do mundo, acontecem os salões de...