28.2 C
Brasil
terça-feira, maio 17, 2022
spot_img

Criadores de aves e suínos do Paraná investem em tecnologia para reduzir custos

O investimento em tecnologia está ajudando criadores de aves e suínos do Paraná a aumentar a produção com custos menores e maior lucratividade.

Em Medianeira, na região oeste do estado, o criador Adilso Caom constrói seis aviários que irão dobrar a capacidade da propriedade dele.

Os alojamentos possuirão lateral revestida em isopainel, no estilo de uma câmara fria. No forro, será usado um sistema de isolamento térmico em lã de rocha ou lã de vidro.

“Com redução do custo e uma ambiência melhor, conseguimos ter um resultado melhor no final”, afirmou Adilso.

Entretanto, também é possível encontrar soluções fáceis e baratas, que podem ser adequadas, dependendo da realidade do criador.

“Olhe para o telhado da granja. Os telhados são pintados de branco? É uma tecnologia simples. É utilizar tintas térmicas que possam refletir o calor antes mesmo de pensar em colocar um forro”, explicou o pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), Iran da Silva.

Novas tecnologias

A Feira da Indústria Latino-Americana de Aves, Suínos, Peixes e Leite (Avesui), que ocorreu em Medianeira, em abril, discutiu novas tecnologias para o setor e reuniu desenvolvedores e criadores de todo o país.

Um grupo do Rio de Janeiro trouxe para a feira um gerador de água eletrolisada, sistema fabricado na Estônia que transforma salmoura em ácido hipocloroso.

A tecnologia permite que o produtor fabrique o próprio desinfetante, em vez de comprar. O produto é utilizado no tratamento da água de bebida para os animais e na sanitização dos galpões.

A tecnologia vem para baratear os custos porque nós trabalhamos com redução de perdas. Nós começamos a identificar onde estamos perdendo e esses gargalos fazem com que o preço possa ser reduzido e evite essa inflação que nós estamos vivendo no momento”, disse o pesquisador da USP, Iran da Silva.

spot_img

Ultimas Notícias