Uma camareira do hotel onde Josiane tentou assassinar Téo será convidada para depor no julgamento da filha de Maria da Paz e deixará todos chocados ao contar detalhes daquela noite de horror. Nos próximos capítulos de A Dona do Pedaço, a funcionária chegará a apontar o dedo para Jô, acusando-a de ser uma assassina fria.

A arrumadeira explicará que, ao entrar no quarto, viu Téo caído no chão e não sabia se ele ainda estava vivo ou se já havia morrido. Todos ficarão horrorizados com os detalhes da cena do crime que a testemunha relata.

O promotor perguntará a esta funcionária, que se chama Dalva, se ela realmente viu uma garota saindo do local pelo acesso restrito aos funcionários, e ela confirmará. Dalva apontará para Josiane e afirmará que foi ela quem saiu furtivamente pela saída dos funcionários na noite em que o fotógrafo quase perdeu a vida.

Essas cenas devem ser exibidas na terça-feira, dia 12, e o advogado de defesa colocará em dúvida o depoimento da camareira, alegando que a funcionária não teria como reconhecer sua cliente sendo que muitas pessoas vão ao motel todos os dias.

A testemunha gaguejará e Tibério vendo que ela não está mais segura, começará a pressioná-la para tentar confundi-la. O promotor ficará protestando aos berros, mas o advogado de Josiane dispensará a testemunha, satisfeito por ter conseguido deixá-la confusa durante o depoimento.

O advogado de defesa ficará confiante de que Josiane será inocentada dos crimes, mas no final ela será condenada a 30 anos de reclusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *