Apresentadora da afiliada da Globo na Bahia, Jéssica Senra soltou o verbo e se posicionou contra a possível contratação do goleiro Bruno pelo time Fluminense de Feira. O discurso da jornalista foi feito durante o Bahia Meio Dia – espécie de SP1 local -, nesta segunda-feira (6), e deu o que falar na web.

No telejornal, a âncora levantou um debate sobre moral e convocou os ouvintes à reflexão, após uma reportagem sobre o assunto envolvendo o ex-goleiro do Flamengo. A fala de Jéssica Senra foi compartilhada no Instagram e acabou viralizando nas redes sociais.

A jornalista iniciou falando que “uma pessoa que cometeu um erro e pagou por ele, em termos judiciais, precisa poder refazer sua vida”. Em seguida, no entanto, ela comentou: “Mas, no caso do feminicida Bruno e a profissão do atleta, eu quero questionar se isso é moral”.

“Desejamos e precisamos que pessoas que cometem crimes tenham a possibilidade de refazer suas vidas, mas diante de um crime tão bárbaro, tão cruel, poderíamos tolerar que o feminicida Bruno voltasse à posição de ídolo? Que mensagem mandaríamos à sociedade?”, questionou a apresentadora.

“Atletas são referências. Contratar para um time de futebol um assassino, um homem que mandou matar a mãe do seu filho, esquartejar, dar o corpo para os cachorros comerem é um desrespeito. É um desrespeito a nós mulheres”, completou a profissional da TV Bahia.

Nova integrante do rodízio de apresentadores aos sábados do Jornal Nacional, Jéssica Senra postou o vídeo em seu Instagram junto com um texto sobre a “contratação de um feminicida no esporte”. A postagem dividiu opiniões.

“Ele cumpriu a pena, por que não pode voltar a trabalhar? Que bom que ele está disposto a mudar, pare de querer lacrar”, disparou um seguidor, que recebeu resposta da jornalista.

“1-ele ainda não cumpriu a pena. 2-ele pode e deve voltar a trabalhar. 3-veja o vídeo e leia o texto para entender o argumento e, a partir daí, trazer seu contra-argumento. 4-isso de ‘pare de lacrar’ é uma tentativa de silenciamento que não funciona comigo“, escreveu ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *